Você sabe como é feita a drenagem no ouvido?

O ouvido humano é dividido em três partes principais: primeiramente temos a parte externa, em seguida temos a parte média e por fim a parte interna. O som é espalhado pelas vibrações no ar, em seguida essa vibração é captada pela parte externa do ouvido. A parte externa do ouvido repassa as informações sonoras, ou seja, permitindo assim que elas cheguem até os tímpanos. Depois dos tímpanos o som chega na parte óssea do ouvido, isto é, fazendo com que elas vibrem. Por fim, a vibração óssea chega até a região do ouvido chamada de cóclea. Essa região possui um líquido que se movimenta com as vibrações, produzindo energia que é enviada ao cérebro para que ocorra a identificação do som.

Complexo não é mesmo?

Mas para que esse processo ocorra, é necessário que a saúde do ouvido esteja conservada. A saúde do ouvido pode ser afetada e prejudicada por diversos fatores, como por exemplo a presença constante de infecções e acúmulo de secreção no ouvido médio. Quando o tratamento clínico não funcionar um dos tratamentos, mais comuns e eficazes é a drenagem de ouvido. 

Já se perguntou como é feita a drenagem no ouvido?

Acompanhe este artigo e entenda como é feita a drenagem no ouvido e descubra quais são os cuidados necessários para a realização desse procedimento.

Drenagem de Ouvido

O procedimento de drenagem de ouvido consiste na inserção de um tubo pequeno de ventilação na região do tímpano. Tais tubos possibilitam a drenagem da secreção localizada nesta região,isto é, prevenindo o surgimento ou agravamento de novas doenças.
Sua realização é feita de forma cirúrgica, por um médico otorrinolaringologista especializado. Após a aplicação da anestesia é feito um pequeno corte no tímpano do paciente, logo em seguida, é inserido o tubo de teflon na região. A inserção do tubo é necessária para que possa ocorrer a ventilação do ouvido e para que assim a secreção possa ser drenada para fora dele. 

Sobre o tubo de ventilação

Os tubos de ventilação ou drenos de ouvido, são estruturas cilíndricas de teflon de tamanho pequeno. Além disso, o tempo de permanência dos tubos de ventilação no tímpano tem duração média de 6 meses a 1 ano, após esse tempo os tubos “caem” de forma natural. A cicatrização da região do tímpano onde os tubos foram inseridos, deve ocorrer logo depois de eles caírem e em todo o processo o paciente não deve sentir dor. Em caso de dor o médico responsável deve ser procurado.

Riscos do Procedimento

Os riscos para esse procedimento são raros. Isto é, uma forma de evitar tais riscos é seguir com cautela as orientações feita pelo médico otorrinolaringologista durante o pós – operatório .

 

O Artigo – COMO É FEITA A DRENAGEM NO OUVIDO – não substitui a avaliação médica especializada. Em todos os casos procure um otorrinolaringologista!