A medicina é uma das áreas que têm investido cada dia mais em inovação. São milhares de novos estudos e descobertas de tratamentos para alguma doença, seja ela de pequena ou grande complexidade.

Toda essa inovação é essencial para o desempenho da área, porém, a boa e velha parceria entre especialidades distintas continua sendo uma ótima opção de tratamento.

Muitas doenças podem ser tratadas com o acompanhamento de dois médicos, especialistas em áreas distintas, mas que juntos conseguem aprimorar o tratamento de um paciente. É sobre isso que abordaremos neste artigo!

Um otorrinolaringologista e um dentista conseguem trabalhar juntos? Sim! E você entenderá mais sobre isso agora mesmo!

Mas o que é um otorrinolaringologista?

Um otorrinolaringologista, ou como é mais conhecido, um otorrino, é responsável pelo cuidado com as seguintes áreas do corpo;

  • Ouvido;
  • Nariz;
  • Seios da face;
  • Faringe;
  • Laringe;
  • Cabeça;
  • Pescoço;

Ele ainda cuida de outras partes do corpo, mas as listadas acima são o seu principal enfoque. Logo, o otorrino é o responsável por cuidar de dores e incômodos nestas áreas citadas anteriormente, mas também pode fazer algumas avaliações na boca e dentes do paciente.

No entanto, ainda há algumas restrições, como a realização de um clareamento dental com moldeira, por exemplo, pois não é a área que ele domina.

Afinal, o que faz um dentista?

Mesmo que pareça óbvio, também precisamos ir a fundo nesta profissão que é tão importante para a saúde.

O dentista é o responsável pelo cuidado com o sistema estomatognático de uma pessoa, ou seja, com a saúde bucal de qualquer pessoa, seja uma criança ou até um idoso.

Eles são os responsáveis por realizar serviços como a lente de contato dental, que se tornou uma febre nos últimos tempos. São responsáveis também por passar orçamentos de serviços exclusivos de sua área como o aparelho invisível preço, que também se tornou uma opção muito procurada para tratamentos nos últimos anos.

Odontologia consegue trabalhar juntamente a outra área?

A parceria entre áreas diferentes da medicina tem se tornado algo comum para o tratamento de alguns casos específicos. Um dentista e um fonoaudiólogo podem trabalhar juntos no caso de um paciente que sofre com um problema na boca que interfere na sua fala.

O dentista cuida da parte do problema na boca do paciente e o fonoaudiólogo cuida da questão da fala que foi comprometida pelo problema. As duas áreas, por mais distintas que pareçam ser, conseguem se unir para um resultado mais eficaz.

E isso também acontece entre um dentista e um otorrino.

Claro que as áreas são bem diferentes, enquanto um dentista é especialista em realizar um clareamento consultório, por exemplo, o otorrinolaringologista trata doenças como sinusite e rinite, que é muito comum na entre pessoas que vivem em grandes metrópoles.

Mas dentistas e otorrinolaringologistas também conseguem trabalhar juntos?

Sim, o dentista e o otorrino também conseguem trabalhar juntos. Não são em muitos casos, pois as áreas são bem diferentes, mas com a ajuda de profissionais, a união gera maior eficácia ao tratamento.

Vamos explicar alguns problemas que o dentista e o otorrino conseguem tratar juntos:

1.  Apneia do sono

A apneia do sono é muito comparada ao ronco, que é algo comum na maioria dos brasileiros, mas ela é bem mais perigosa. A apneia consiste em ruídos e interrupções na respiração durante a noite de sono.

Essas interrupções podem interromper a entrada de oxigênio no sangue, gerando graves problemas ao portador.

2.  Bruxismo

Bruxismo é o nome dado ao ato de ranger ou apertar muitos os dentes. Pessoas em quaisquer faixas etárias podem sofrer com este mal. Caso ele não seja tratado com os profissionais corretos, pode acarretar em sérios problemas, como: Lesões orofaciais, desgaste dentário, lesão periodontal, distúrbios da articulação temporomandibular e dor muscular.

3.  Sinusite

A sinusite se encontra como algo comum entre as pessoas. Ela é causada por um resfriado ou por alguma alergia. Dependendo do nível em que o paciente está, crises de sinusite podem durar até 8 semanas.

Seus sintomas mais comuns são: dores de cabeça, dor facial, secreção e congestão nasal. Essas doenças e muitas outras conseguem ser tratadas com o dentista e o otorrinolaringologista.

Por mais distintas que as áreas pareçam, os dois cuidam de partes extremamente importantes para o nosso corpo, a união dos dois profissionais melhora muito a eficácia de qualquer tratamento do gênero.

Considerações finais

Nunca se esqueça de sempre consultar o seu médico regularmente, seja o otorrino, dentista, ou qualquer outro.

Se precisar realizar algum tratamento, veja com o médico a possibilidade de realizá-lo juntamente com outro especialista. A união de dois profissionais com certeza irá agilizar e potencializar o bom resultado do seu tratamento.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Vue Odonto, uma rede especializada em atendimento odontológico com enfoque na humanização.