A amigdalite é a doença associada, frequentemente, a presença de pus. Por sua vez, a garganta com pus é um quadro adquirido por muitas pessoas. Tal sintoma se agrava em períodos sazonais, como no inverno, quando os indivíduos contraem gripes e resfriados.

Quando o paciente estiver com este sintoma, é preciso ser feita uma análise por um médico especialista, no caso, o otorrinolaringologista. As prescrições médicas devem ser passadas somente por um profissional.

A garganta com pus pode também estar associada aos sintomas como dores no corpo, dores de cabeça, febres, mal-estar, redução de apetite, enjoos, moleza e fraqueza.

garganta-com-pus

Tratamento da garganta com pus

A garganta com pus é sinônimo de infecção e deve ser tratada a base de antibiótico e anti-inflamatórios para a sua erradicação total. Métodos caseiros podem ser aliados ao medicamento, como chás para aliviarem o inchaço e analgésicos.

O gargarejo com água, sal e limão ou chás de gengibre e mel ou eucalipto são cuidados que podem ser tomados em casa para o alívio de dores e para os desconfortos.

A garganta com pus deve ser tratada de forma contínua até o fim dos medicamentos prescritos pelo médico. Muitas vezes, o sintoma pode desaparecer em poucos dias, com o uso correto do antibiótico. Porém, o uso do medicamento deve ser contínuo e nos horários corretos, até o final do período prescrito pelo médico.

Caso os sintomas persistirem mesmo com a medicação devida, é necessário retornar ao profissional para uma nova análise.

O pus não deve ser retirado com cotonete ou com o dedo, pois pode causar inchaços maiores e irritações na região. Ele sairá de acordo com o andamento do processo de desinfecção e desinflamação.

 

Amigdalite

Não é raridade ter as amigdalas inchadas ou infeccionadas. Tal sintoma é conhecido pela AMIGDALITE. Geralmente, o sintoma começa a parecer por conta de uma gripe ou resfriado, associado à febre e às dores no corpo.

Tal doença pode estar mais presente em crianças por elas terem um sistema imunológico mais imaturo, quando comparado a de um adulto saudável. Também é muito frequente em adolescente que estão iniciando a vida adulta.

As amigdalites podem ser provenientes de vírus ou bactérias. Em ambos casos, é essencial um tratamento adequado para a erradicação da doença e acompanhamento de um otorrinolaringologista.

Amigdalite Viral

As amigdalites virais são as mais comuns e são caudas pela infecção de vírus nas amigdalas. Podem ser tratadas com anti-inflamatórios e cuidados simples feitos em casa. Alguns chás caseiros podem ajudar.

Amigdalite Bacteriana

As amigdalites bacterianas são causadas por bactérias. São causadas pela bactéria Streptococcus pyogenes, mais conhecida como estreptococo do grupo A. As amigdalites bacterianas exigem um tratamento mais específico, com antibióticos.