Distúrbios respiratórios do sono

COMO FOI SUA NOITE DE SONO?

Um sono tranquilo e reparador é muito importante para sua saúde!

O distúrbio respiratório do sono mais frequente é a síndrome da apnéia do sono (saos). Seu sinal clínico mais importante é o ronco, associado à sonolência diurna excessiva.

O sono é fundamental para o bem-estar e a saúde como um todo.

Este breve questionário da academia americana de medicina do sono pode fornecer uma dica sobre a qualidade do seu sono.

Se você responder ‘verdade’ mais do que duas vezes, será importante discutir o seu problema de sono com seu médico, e conversar sobre as possibilidades de controlar o saos (apneia obstrutiva do sono).

Nº 1

Eu me sinto sonolento durante o dia, mesmo quando eu tenho uma boa noite de sono.

Nº 2

Eu fico muito irritado quando não posso dormir.

Nº 3

Eu frequentemente acordo durante a noite e tenho problemas para voltar a dormir.

Nº 4

Normalmente demoro bastante para dormir.

Nº 5

Eu frequentemente acordo muito cedo e não consigo voltar a dormir.

Nº 6

Eu normalmente sinto-me cansado e com dor muscular quando acordo de manhã.

Nº 7

Eu frequentemente pareço acordar por causa dos sonhos.

Nº 8

Eu às vezes acordo sufocado precisando respirar.

Nº 9

Meu/minha companheiro(a) diz que não dorme devido ao meu ronco.

Nº 10

Eu já dormi ao volante enquanto dirigia.

Veja abaixo os 10 mandamentos do sono

1. Regule seus horários:

Procure dormir e acordar sempre na mesma hora. O cochilo à tarde também deve ser regularizado. Observe no dia seguinte se o número de horas dormidas foi suficiente para deixa-lo disposto.
Este é o melhor termômetro para saber se você está dormindo bem ou mal.

2. Fuja dos estimulantes:

O café e os chás mate e preto possuem cafeína que é um estimulante, e esta pode permanecer até 7 horas no sangue.
Os refrigerantes tipo cola e o guaraná em pó também são estimulantes e devem ser evitados à noite.

3. Evite Álcool:

No começo da noite, o álcool pode até ajudar as pessoas a dormir, mas durante a madrugada ele deixa o sono mais leve e entrecortado. Uma dose de bebida alcoólica permanece 4 horas no sangue, então o ideal é não beber à noite.

4. Arrume o quarto:

O local deve ser escuro para estimular o sono.
Mantenha a temperatura nem muito fria nem muito quente, entre 15°C e 25°C. Diminua o barulho no quarto.
A cama não pode ser macia nem dura demais. Use um travesseiro da altura do ombro.

5. Diga não aos remédios:

Os medicamentos para dormir só devem ser tomados em casos especiais com prescrição médica, pois eles podem causar dependência.

6. Desligue a TV:

Os efeitos visuais da televisão mantêm a pessoa em estado de alerta. O rádio pode ser ligado bem baixinho, num programa tranquilo.

7. Cuide da alimentação:

Procure fazer uma refeição leve 2 horas antes de deitar. Os alimentos muito calóricos dificultam a digestão e atrapalham o sono. O suco de maracujá é o único alimento que ajuda a relaxar e induz o sono.

8. Mexa-se!

Os exercícios praticados de manhã ou à tarde aumentam a quantidade de sono profundo e a sensação de dormir bem. À noite, os exercícios devem ser mais leves, tipo caminhada, hidroginástica ou ioga.

9. Relaxe!

Não leve as preocupações do dia-a-dia para a cama. Uma música suave ou uma leitura monótona são melhores parceiros.

10. Apague o cigarro:

A nicotina tem efeito estimulante que perturba o sono.

A Clínica Sepam conta com profissionais especializados em avaliar e tratar os distúrbios do sono.

ATENÇÃO! É MUITO PERIGOSA A AUTOMEDICAÇÃO, POR ISSO PROCURE SEMPRE SEU MÉDICO.