Equilíbrio e Tontura

O que é equilíbrio?
O equilíbrio é uma capacidade que o corpo adquire aos poucos, desde a fase de gestação, quando o bebê desenvolve todas as estruturas do corpo necessárias para se equilibrar, como o labirinto, a visão, os músculos, os ossos e as articulações.

Como funciona?
Essas estruturas mandam para o cérebro informações sobre a posição da cabeça e do corpo.
O cérebro analisa essas informações e faz ajustes, garantindo o equilíbrio perfeito do corpo. E nessa grande orquestra que envolve o labirinto, a visão, os músculos, os ossos e as articulações, o maestro é o cerebelo, que fica bem perto do cérebro.
Para que o equilíbrio exista, tudo deve funcionar com muita harmonia.

O que é Tontura?
Sensação de “cabeça leve”, flutuação, desequilíbrio, impressão de estar caindo e de cabeça rodando.
Em torno de 20% a 30% da população já sofreram com alguns desses incômodos característicos da tontura, a terceira queixa mais frequente nos consultórios médicos, atrás apenas da dor e da fadiga.
O que é Vertigem?
Grande parte das pessoas acredita que tontura e vertigem são sinônimos, mas na verdade a vertigem é um tipo de tontura, caracterizada pela rotação do espaço. Portanto toda vertigem é uma tontura, mas nem toda tontura é uma vertigem.A vertigem é o tipo mais comum de tontura (5% a 7%) e o sintoma principal das labirintopatias.
Tontura X Vertigem
A tontura pode ser consequência de problemas neurológicos visuais e cervicais, de doenças como o diabetes ou efeito colateral causado por ingestão de medicamentos, álcool em excesso, nicotina ou cafeína, entre outros motivos.

Sua principal causa, porém, são as labirintopatias, doença caracterizadas pela perturbação do labirinto(orelha interna) – órgão que, junto com outros receptores sensoriais, como pele, olhos e músculos, processa informações da posição do corpo humano no espaço que ocupa, mantendo o equilíbrio corporal.

Para que o diagnóstico seja preciso e o tratamento eficiente, é preciso reconhecer o tipo de tontura do paciente e, assim, investigar suas causas.

A tontura pode ser:

  • Não rotatória: provoca a sensação de desmaio, a queda súbita de pressão e o escurecimento da visão. Uma de suas causas é o movimento de levantar rápido, chamado de hipotensão postural.
  • Rotatória: chamada de vertigem, é causada por um distúrbio de labirinto (orelha interna) ou de suas conexões centrais.

As tonturas e seus sintomas

Micrânea Vestibular

Seu mecanismo pode resultar em dor de cabeça e tontura, podendo ser rotatória, com duração de minutos a horas. Também pode ser acompanhada de sintomas auditivos, apesar de pouco frequente, além de um quadro clássico de enxaqueca e tontura em muitos pacientes.

Neurite Vestibular

Tontura rotatória com duração de dias, associada a náuseas e vômitos, que geralmente leva o paciente a procurar ajuda médica. Causada pelo comprometimento do nervo vestibular, não é acompanhada de sintomas auditivos.

VPPB

VERTIGEM POSICIONAL PAROXISTICA BENIGNA (VPPB) – Tipo mais comum de tontura. Costuma ser rotatória e os episódios são de curta duração, geralmente segundos, desencadeados pela rápida mudança de posição da cabeça. Não é acompanhada de sintomas auditivos e sua causa está dentro do labirinto (orelha interna).

Meniére

Tontura geralmente rotatória com duração entre minutos e horas. É associada a sintomas auditivos, como diminuição da audição e aumento de zumbido e/ou sensação de ouvido tampado (plenitude aural).

TONTURAS E VERTIGEM – download em PDF
ATENÇÃO! É MUITO PERIGOSA A AUTOMEDICAÇÃO, POR ISSO PROCURE SEMPRE SEU MÉDICO.